sexta-feira, março 11, 2011

Momentos de Intervenção (Tema da Diana)


Algumas notas da última reunião:

O autor do livro que estamos a ler propõe um tempo de partilha semanal de 90minutos com dinâmica de partilha de conhecimentos. As reuniões devem estar agendadas e terem temas previstos e adaptados às necessidades dos jovens para promover o interesse dos mesmos. A flexibilidade é crucial para responder às necessidades dos jovens.

O papel do grupo é importante na criação da personalidade de cada jovem e por isso a individualidade deve ser preservada e devem ser vistas como complementares para a experiência de grupo. Não é suposto que todos sintam e vivam o mesmo.
O grupo partilha metas mas cada um chega ao seu ritmo e cada um vive a sua experiência.
O animador é uma pessoa atenta a cada jovem do grupo e capaz de identificar as etapas e experiências de cada membro para poder dar o seu contributo individual.
O animador é também exemplo de fé e é responsável por promover o caminho cristão de cada jovem para pôr em causa o que se está a sentir e fazer um ponto de situação da vida de cada um. 

As actividades de grupo, que podem envolver apenas os membros ou muitos outros à volta, fortalecem as relações e centram-se sobretudo no grande grupo que acolhe o grupo, como neste caso a instituição La Salle.

O retiro, tipicamente no final de um ano de reuniões e actividades, deve ser feito em pelo menos 3 dias, em regime de internato (favorecendo a concentração, a interação e o silêncio para reflexões). A diversidade nestes encontros, ao invés de um exagero de momentos de oração, ajuda a promover o envolvimento de todos e a sua integração. A preparação deste retiro, inclusive a angariação de fundos, deve ser mais um momento de participação de todos os membros.

O animador faz o papel de ligação entre o evangelho, a sua história e o momento da vida que os jovens estão a passar. O animador também cresce na fé enquanto acompanha o seu grupo e este processo recíproco torna o caminho muito mais rico para todas as partes. O animador deve estar sempre a desafiar limites do próprio grupo e capaz de estar atento às adversidades da vida de cada animando para ajudar a ultrapassar.


Bom fim-de-semana para todos,
Miguel

1 Comentários:

Luis Miguel disse...

Gostei do informe. Obrigado pelo presente. Anima-nos a seguir animando os nossos animandos. Sempre serve para reflectir sobre a cminhada da nossa comunidade.
Luis Miguel